sábado, 24 de setembro de 2016

Limpeza

Eu consigo viver sem você.
Eu vivia muito bem antes.
Você veio, baguncou tudo que estava certo e me deixou em ruínas
Mas eu conseguia viver sem você antes
E vou conseguir agora
O foda era que parecia que minha vida toda, eu passei esperando por você
E você sempre foi tão diferente dos outros
De tudo
Mas isso não vai me empedir
Alguém melhor está pra chegar
Esta chegando
E ele não merece ser recebido nessa bagunça
Vou arrumar
Vou limpar
Vou colocar tudo em seu devido local
Eu jamais vou conseguir te esquecer, e nem quero
Por que você é uma boa lembrança
Uma parte bonita da minha vida
Minha primeira paixão
Mas será apenas isso
Uma memória de algo que nunca vai ser
E a gente vai se ver de novo, mas dessa vez vai ser diferente
Sem esperanças, sem sonhos, sem futuro
Apenas a sobra do que poderia ter sido
Do que poderíamos ter vivido
Vou olhar pra você sem as borboletas no estômago
Vou sorrir, te cumprimentar, te abraçar
E você vai sentir o fogo apagado
Você nunca vai queimar meu coração
Apenas esse amor que um dia senti
Ele sobreviverá
Em alguém melhor
Alguém que mereço
E que merece
Esse amor sim, farei durar!
E se não.. serão mais memórias
Guardarei nossos momentos com carinho dentro de mim, mas só os momentos
Eu te liberto
Meu ex futuro grande amor
Voe, meu anjo sem asas
Outro muleque virá..

Moleques

Eu gosto de moleques.
Um homem na minha vida agora, seria maravilhoso, me concertaria, me completaria, me faria entender o motivo da vida.
Mas eu gosto de moleques.
Esses moleques com alma de pipa avoada.
Que não tem pra onde ir, e passa a noite em corações estranhos.
Cada noite um coração
Mas seu coração em todos.
Gosto desses moleques, que não se preocupam
Ligam pra tudo, mas não ligam pra nada.
Ligam pra todas, mas não liga pra ninguém.
Esses moleques,
Que vagam pela vida como belos beija flores.
Eles tem meu coração.
Porque eu sei que não vou magoa-lo
E não vou dever nada
A única que precisa tomar cuidado, sou eu mesma, mas desses ferimentos sei cuidar
Esses moleques quase fora da lei, imorais, com jeito de malandro e atitudes duvidosas
Não duvido de vocês
Mas não duvidem de mim
Vou me apaixonar no primeiro abraço
Eu preciso de um homem de verdade
Meu espírito e mente clamam por isso
Alguém que de um jeito nessa bagunça que sou
Mas meu coração, tão do contra!
Sabe que são vcs, moleques
Que dão um jeito de verdade em mim
E eu mereço cada decepção
Mas por mais que eu tente fugir
Meus moleques... o meu corpo continua voltando pra vocês.

Meu corpo

Minha mente quer alguém de valor
Meu corpo pede por esse alguém que não vale nada
Minha mente pede um menino de respeito
Meu corpo vai atrás de um egoísta que me satisfaça
Minha mente quer alguém que me trate bem
Meu corpo quer alguém pra me dar um trato
Minha mente pensa em alguem para o futuro
Meu corpo quer alguém com urgência, agora!
Minha mente faz com que eu me dê ao respeito
Meu corpo só queria esquecer o que é isso
Minha mente é orgulhosa
Meu corpo é trouxa
Minha mente diz não
Meu corpo diz sim
Minha mente pede um homem
Meu corpo só quer o muleque.

Um nada

Tanto fez, que conseguiu.
Não é mais ódio, paixão, amor ou frustração.
Agora é tudo um grande nada
Um vazio
Um buraco
Nadinha aqui
...Será mesmo?